Top 20 França

marienbad2

Os meus vinte filmes franceses preferidos (com o limite máximo de dois por diretor).

01. Ano Passado em Marienbad (Alain Resnais, 1961)
02. A Regra do Jogo (Jean Renoir, 1939)
03. O Desprezo (Jean-Luc Godard, 1963)
04. O Demônio das Onze Horas (Jean-Luc Godard, 1965)
05. O Atalante (Jean Vigo, 1935)
06. Noite e Neblina (Alain Resnais, 1955)
07. Duas Garotas Românticas (Jacques Demmy, 1967)
08. Aos Nossos Amores (Maurice Pialat, 1983)
09. A Mãe e a Puta (Jean Eustache, 1973)
10. A Idade de Ouro (Luis Buñuel, 1930)
11. A Carruagem de Ouro (Jean Renoir, 1952)
12. O Dinheiro (Robert Bresson, 1983)
13. A Bela Intrigante (Jacques Rivette, 1991)
14. Playtime (Jacques Tati, 1967)
15. O Discreto Charme da Burguesia (Luis Buñuel, 1972)
16. Índia Song (Marguerite Duras, 1975)
17. O Joelho de Claire (Eric Rohmer, 1970)
18. O Diabo Provavelmente (Robert Bresson, 1977)
19. Amantes Constantes (Philippe Garrel, 2005)
20. Água Fria (Olivier Assayas, 1994)

Anúncios

12 Respostas para “Top 20 França

  1. Da lista eu só vi o Godard 😦 , O Discreto Charme da Burguesia é um dos posteres mais emblemáticos que conheço e ta na minha lista ver Amantes Constantes.

  2. Eu ví Agua Fria a alguns meses e voltando a pensar nele fico naquele frio/calor. Provavelmente minha melhor descoberta desse ano.

    Dos Buñuel eu gosto mais de A Bela da Tarde.

    De Godard não ví O Desprezo ainda e acho Weekend foda, mas dificil e tirar Pierrot.

    Joelho de Claire e Mão e a Puta já estão no PC esperando ser vistos.

  3. O Desprezo por pouco não é o meu preferido também. Do Godard poderiam ser citados ainda Weekend, Carmen, Passion e Historie(s) du Cinema.

    A Bela da Tarde eu fiquei louco para citar, mas gosto bem mais dos dois do Buñuel que escolhi.

  4. Faltou mais uns 5 Godard ae mas tudo bem… hehe

    E Água Fria é anos-luz maior que Amantes Constantes.

    E tem Nas Garras do Vício, que é um dos filmes da minha vida. Tá devendo esse.

    • Mas isso porque você nao gosta muito do Amantes Constantes.

      E Chabrol foi mesmo uma omissão grave, mas ele é mais genial pelo conjunto da obra, não há nenhum dele dentre os que vi que batem os dessa lista.

  5. Eu queria poder comentar sobre todos, infelizmente não assisti a muitas das obras citadas. Um gravíssimo erro para uma apaixonada pelo cinema francês.
    A não citação de Truffaut me fez acreditar que sua preferência se direciona aos filmes de Godard. Engano meu? “A Regra do Jogo” é formidável se encaixando como um dos meu favoritos sem limitações de país de origem. “O Demônio das Onze Horas” também me agradou, apesar de preferir “Os Incompreendidos”, por exemplo, mesmo que com abordagens completamente diferentes.

  6. Com o tempo você vai ter a oportunidade de assistir todos esses, Emmanuela. E sim, prefiro bem mais Godard a Truffaut, que é um caso parecido com o de Chabrol: grande cineasta mas para mim seus filmes estão abaixos desses que listei. Mas gosto muito de vários do Truffaut, especialmente Os Incompreendidos e O Homem Que Amava as Mulheres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s