Dark Shadows (Tim Burton, 2012)


O prólogo é arrebatador (como o de um Drácula do Coppola), depois dele o filme necessariamente precisa recomeçar, e ir evoluindo aos poucos, com o personagem genial de Johnny Depp transitando como um elemento estranho numa época que não é a sua, num choque de séculos – o do horror gótico de duzentos anos antes com o da contemporaneidade que já não se afeta mais pelo terror sobrenatural. Não consigo distingui-lo como comedia em sentido algum, o protagonista que é deslocado, não o pretenso humor dele, com o seu anacronismo não como piada, e sim como tragédia, presa e vítima de uma maldição. As referências e citações culturais (sobretudo de canções) nos transportam bem ao período específico (quase nenhuma das músicas que tocam me incomodaram, talvez somente a do Barry White não tenha caido bem ali), e é bem orgânico na sua mistura de gêneros, com nenhum deles se sobressaindo em detrimento de outros (o Sleepy Hollow de certa maneira era bem mais engraçadinho, ainda que com um senso visual, de aventura e de horror tambem muito mais expressivos). Voltando ao Depp, até mesmo a postura e a entonação de voz dele em sua caracterização como um todo impressionam (compensando algumas caretas e olhos esbulhados), enquanto que momentos como da conversa com a loirinha dentro do quarto numa cena anterior ao da reunião com os hippies são excelentes. Os demais personagens é que não aparecem bem-desenvolvidos, a bruxa vilã interpretada por Eva Green que surge de forma mais estereotipada – e bem-acabada – na parte final. É dos filmes dele que mais remetem aos da Hammer antiga numa releitura mais moderna, ao mesmo tempo em que procura captar o estilo dos seriados de TV que remetem a sua origem (o seriado original no qual se baseia foi exibido de 66 a 71, e o filme de Burton se passa em 1972 como a sugerir uma continuidade a série antiga).

Anúncios

3 Respostas para “Dark Shadows (Tim Burton, 2012)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s