Anjo Negro (Jean-Claude Brisseau, 1994)

Imagem

L’ange noir, Jean-Claude Brisseau, 1994 ****¹²

Forma com Basic Instinct de Paul Verhoeven a double bill das grandes releituras do film noir nos perversos anos 90: em comum, as femmes fatales louras, os assassinato logo no prelúdio, a investigação masculina por trás do passado da mulher como a aranha a tecer suas teias, e a consequente queda perante seus mistérios à medida que vai descobrindo os seus podres e comprometimento, e a ambiguidade sempre presente em meio ao jogo de pistas e de suspense. Como é bom se perder no universo de Brisseau a filmar anjos e demônios erguendo e destruindo seus próprios infernos e paraísos pessoais; ao fim, ser livre não é estar somente fora da prisão, mas além.

Anúncios

Uma resposta para “Anjo Negro (Jean-Claude Brisseau, 1994)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s